8 de ago de 2011

Péricles Couto

Péricles Couto

Abaixo segue um texto escrito por Margarete e Ageu Lisboa, amigos muito próximos dele: †


Péricles Couto, um amigo que foi para o céu.



Na tarde deste domingo, dia 07 de agosto de 2011, após uma breve e

intensa batalha contra um câncer descoberto a menos de quinze dias,

tendo passado por duas cirurgias, Péricles “Coutinho” veio a falecer

em Belo Horizonte. Residia com a esposa Alva nos últimos anos em

Curitiba de onde coordenavam a Missão Aliança, ong social cristã.

Morreu na cidade onde cresceu e trabalhou grande parte de sua vida e

onde reside sua mãe nonagenária, D. Geraldina Couto. São seus irmãos o

Lutero (Curitiba, PR) e o Ebenezer (Uberlândia,MG). Honrando seu

legado temos seus filhos Estevão e Sonia.



Certamente o Péricles será lembrado pela sua paixão por Cristo de quem

foi constante servidor. E por seu largo coração que acolhia a todos

com uma rara gentileza e honestidade. Bom de prosa e hospitaleiro,

abria sua casa para grupos de estudantes estudarem a Bíblia ou para

vizinhos discutirem ações de melhorias no bairro. Ou simplesmente

juntava amigos para festejar a vida. Desenvolveu e manteve o precioso

hábito de visitar antigos amigos. Em trabalhos de grupo, em

negociações ou debates raramente se exaltava ou era ríspido com

alguém. Sua fala às vezes era entrecortada por explosões de riso, numa

alegria pura. Juntamente com a esposa, suportou situações difíceis e

sofreu angústias em diversos momentos justamente por não compactuar

com pecados institucionais e incorreção ética de igrejas e

organizações.



Como cidadão brasileiro colocou-se vivencial e profissionalmente a

serviço dos pobres e excluídos de nosso país. Centenas de pessoas se

entristecerão por um tempo pela sua partida, guardando a lembrança de

sua caridosa, amiga e terapêutica presença. Sempre era visto com a

sua companheira de décadas, a Alva, com quem dividia as lutas e

conquistas e a quem abraçamos neste momento. Podemos falar dele como

o tipo do qual o mundo, com suas mazelas e corrupção não era digno. O

Eterno o chamou e os anjos cantam alegremente por mais um remido por

Cristo entrar nos céus.

Margarete e Ageu Heringer Lisboa

Péricles Couto